A Carteira, de Machado de Assis

Clique na capa do livro para começar a ler “A Carteira”

Você também pode encontrar este livro em: Google Drive | AnonFiles

INFORMAÇÕES SOBRE O LIVRO
Título: A Carteira
Autor: Machado de Assis
Gênero(s): Conto, Narrativo
Formato: .pdf
SINOPSE
Narra a história de Honório, que acha uma carteira na rua. Ao abrir a carteira percebe que, além de alta quantia, bem mais do que o que ele devia, há cartas, cartões de visita e bilhetes, os quais ele não abre. Honório passava por situação financeira difícil, mas vive um dilema: ficar com o dinheiro ou restituir a carteira ao dono tal qual a encontrou. A indecisão de Honório acaba quando ele descobre que a carteira pertence ao seu amigo Gustavo. E ao chegar a casa, lá está Gustavo, que conversa com D. Amélia, esposa de Honório. Gustavo recebe a carteira meio desconfiado, e Honório se ressente porque pensa que a atitude do amigo é de desconfiança com relação ao dinheiro. Na verdade, Gustavo temia que o amigo tivesse lido os bilhetes, que eram bilhetes de amor destinados a D. Amélia, com a qual tem um caso.
BIOGRAFIA DO AUTOR

Joaquim Maria Machado de Assis é considerado um dos mais importantes escritores da literatura brasileira. Nasceu no Rio de Janeiro em 21/6/1839, filho de uma família muito pobre. Mulato e vítima de preconceito, perdeu na infância sua mãe e foi criado pela madrasta. Superou todas as dificuldades da época e tornou-se um grande escritor.

Na infância, estudou numa escola pública durante o primário e aprendeu francês e latim. Trabalhou como aprendiz de tipógrafo, foi revisor e funcionário público.

Publicou seu primeiro poema intitulado Ela, na revista Marmota Fluminense. Trabalhou como colaborador de algumas revistas e jornais do Rio de Janeiro. Foi um dos fundadores da Academia Brasileira de letras e seu primeiro presidente.

Podemos dividir as obras de Machado de Assis em duas fases: Na primeira fase (fase romântica) os personagens de suas obras possuem características românticas, sendo o amor e os relacionamentos amorosos os principais temas de seus livros. Desta fase podemos destacar as seguintes obras: Ressurreição (1872), seu primeiro livro, A Mão e a Luva (1874), Helena (1876) e Iaiá Garcia (1878).

Na Segunda Fase ( fase realista ), Machado de Assis abre espaços para as questões psicológicas dos personagens. É a fase em que o autor retrata muito bem as características do realismo literário. Machado de Assis faz uma análise profunda e realista do ser humano, destacando suas vontades, necessidades, defeitos e qualidades. Nesta fase destaca-se as seguintes obras: Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881), Quincas Borba (1892), Dom Casmurro (1900) e Memorial de Aires (1908).

Machado de Assis também escreveu contos, tais como: Missa do Galo, O Espelho e O Alienista. Escreveu diversos poemas, crônicas sobre o cotidiano, peças de teatro, críticas literárias e teatrais.

Machado de Assis morreu de câncer, em sua cidade natal, no ano de 1908.

 

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Leave a Reply

Seleção de Resenhistas! – Participe e Ganhe Muitos Livros CLIQUE AQUI