Ecce Homo, de Friedrich Nietzsche

Clique na capa do livro para começar a ler “Ecce Homo”

Baixar Ecce Homo

INFORMAÇÕES SOBRE O LIVRO
Título: Ecce Homo
Autor: Friedrich Nietzsche
Gênero: Filosofia,  Autobiografia
Ano de Lançamento: 1908
Formato: .pdf
SINOPSE
Ecce Homo é uma das obras mais controvertidas de Nietzsche, publicada em meio ao agravamento de sua doença e transtorno mental. A intenção de Nietzsche ao deixar esta última obra, pelas suas próprias palavras, era de não ser confundido ou mal compreendido. Tinha receio de ser “santificado” ou idolatrado e, por isso mesmo, deixou claro que não era nem santo (cita-se: “Eu sou um aprendiz do filósofo Dionísio, e faço gosto de ser tomado antes como sátiro do que um santo.”) e que não desejava ser imitado e sim ser tomado como modelo (como já citado em A Gaia Ciência). Neste livro ele não economiza palavras para citar grandes autores (muito ou pouco conhecidos). Explica o momento da vida no qual publicou cada uma de suas obras, dando, inclusive, em alguns casos, uma sinopse dos escritos. Elogia, inclusive, aquela que considera como obra máxima, não apenas sua, mas de toda humanidade: Assim Falou Zaratustra. Antes de sua profunda enfermidade, fez questão de saber que seu livro havia sido publicado e traduzido.
BIOGRAFIA DO FRIEDRICH NIETZSCHE

Friedrich Wilhelm Nietzsche (1844-1900) foi um filósofo alemão de grande influência no ocidente.

Nietzsche nasceu em Weimar e foi órfão de pai aos cinco anos de idade. Viveu a sua infância na cidade de Naumburg. Durante essa fase, dedicou-se a ler a bíblia. Vindo de família protestante, era considerado bom aluno na escola.

Em 1864, foi estudar teologia e filosofia na Universidade de Bonn, mas abandonou o primeiro para se dedicar ao segundo depois de ler o livro de Schopenhauer, “O mundo como vontade e Representação”. Foi nomeado professor de filologia em 1869, mas deixou a vida acadêmica por um tempo entrando na vida militar, que só o abandonou depois de uma queda de cavalo.

Em 1872, publicou o seu primeiro trabalho, “O Nascimento da Tragédia pelo Espírito da Música”, onde contrasta os deuses Dionísio e Apolo. Em 1883, foi a vez de “Assim Falou Zaratustra”, sua obra mais conhecida, que mesclava um estilo bem peculiar entre a reflexão filosófica e a poesia. Nesse livro, ao criticar o pensamento tradicional, Nietzsche estabeleceu um novo padrão de valores. Para o filósofo, não existiam de forma inata no homem o bem e o mal, a verdade e a mentira, a beleza e o feio, mas sim o desejo do poder. Segundo o pensador, os valores tradicionais foram formatados pela cultura judaica-cristã, que pregava a humildade e a submissão.

O pensamento de Nietzsche influenciou as idéias de eugenismo – cujo teor era o rumo da sociedade guiada pelos mais fortes, que predominaram no início do século 20. Outras obras escritas pelo pensador foram “Além do Bem e do Mal” e “A Vontade de Poder”.

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Leave a Reply

Seleção de Resenhistas! – Participe e Ganhe Muitos Livros CLIQUE AQUI