Este Mundo da Injustiça Globalizada, de José Saramago

Clique na capa do livro para começar a ler “Este Mundo da Injustiça Globalizada”

Você também pode encontrar este livro em: Google Drive | AnonFiles

INFORMAÇÕES SOBRE O LIVRO
Título: Este Mundo da Injustiça Globalizada
Autor: José Saramago
Gênero(s): Contos, Crônicas
Ano de Lançamento: 1989
Formato: .pdf
SINOPSE
Este mundo da injustiça globalizada O texto “Este Mundo da Injustiça Globalizada” fala sobre os problemas que ocorrem com nossaatual democracia graças ao modelo econômico de hoje. O autor nos leva à reflexão com uma pequena história sobre um camponês que tocava um sinopara anunciar a morte da Justiça. Esse exemplo é citado com o objetivo de levar o leitor a pensarsobre o quanto que a Justiça se encontra fragilizada diante dos interesses comerciais. O discurso ainda faz alusão ao fato de que o poder de nossas escolhas está se perdendo diante daimensidão das grandes multinacionais, que surgiram com o advento da globalização. Estas estariamtransformando a democracia e as leis em meras ferramentas, que seriam utilizadas com o propósitode estender seu poder. Entre outras coisas, o orador pede por uma Justiça mais acessível a todos, que esteja sempredisponível e que deixe de ser tão burocrática. Ele também pede a todos que se faça algoimediatamente com relação ao poder que as grandes empresas vêm assumindo de formadescontrolada.
BIOGRAFIA DO AUTOR

Filho e neto de camponeses, José Saramago nasceu na aldeia de Azinhaga, província do Ribatejo, no dia 16 de Novembro de 1922, se bem que o registo oficial mencione como data de nascimento o dia 18. Os seus pais emigraram para Lisboa quando ele não havia ainda completado dois anos. A maior parte da sua vida decorreu, portanto, na capital, embora até aos primeiros anos da idade adulta fossem numerosas, e por vezes prolongadas, as suas estadas na aldeia natal.

Fez estudos secundários (liceais e técnicos) que, por dificuldades económicas, não pôde prosseguir. O seu primeiro emprego foi como serralheiro mecânico, tendo exercido depois diversas profissões: desenhador, funcionário da saúde e da previdência social, tradutor, editor, jornalista. Publicou o seu primeiro livro, um romance,  Terra do Pecado, em 1947, tendo estado depois largo tempo sem publicar (até 1966). Trabalhou durante doze anos numa editora, onde exerceu funções de direcção literária e de produção. Colaborou como crítico literário na revista  Seara Nova. Em 1972 e 1973 fez parte da redacção do jornal Diário de Lisboa, onde foi comentador político, tendo também coordenado, durante cerca de um ano, o suplemento cultural daquele vespertino.

Pertenceu à primeira Direcção da Associação Portuguesa de Escritores e foi, de 1985 a 1994, presidente da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Autores. Entre Abril e Novembro de 1975 foi director-adjunto do jornal  Diário de Notícias. A partir de 1976 passou a viver exclusivamente do seu trabalho literário, primeiro como tradutor, depois como autor. Casou com Pilar del Río em 1988 e em Fevereiro de 1993 decidiu repartir o seu tempo entre a sua residência habitual em Lisboa e a ilha de Lanzarote, no arquipélago das Canárias (Espanha). Em 1998 foi-lhe atribuído o Prémio Nobel de Literatura.

José Saramago faleceu a 18 de Junho de 2010.

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

2 Comments

  1. dinas janeiro 21, 2014
  2. Deliana novembro 14, 2013

Leave a Reply

Seleção de Resenhistas! – Participe e Ganhe Muitos Livros CLIQUE AQUI